Conheça as vantagens e torne-se nosso associado »Associar-seBenefícios

Os incentivos atribuídos pelo Novo PRIME ultrapassam os 91 milhões de euros. Só as fases de candidatura de 2006 já permitiram apoiar perto de 800 novos projectos, a esmagadora maioria dos quais de PME.

No total, foram apoiados 778 projectos, tendo sido a Internacionalização a tipologia com maior número de projectos aprovados, com 255, seguindo-se a Economia Digital, com 228 projectos.

Uma das apostas do Novo PRIME, consubstanciada na criação de fases de candidatura específicas, foi o reforço dos apoios a clusters estratégicos, como é o caso do têxtil, calçado e vestuário (Sectores Dínamo) e das energias renováveis. Em ambos os casos, regista-se um volume de investimento aprovado superior a 30 milhões de euros.

Quanto à distribuição regional dos projectos, é nas regiões Norte e Centro que se regista um maior número de empresas apoiadas. De destacar os resultados em Lisboa e Vale do Tejo, que beneficiou da reabertura de candidaturas do Novo PRIME, e onde foram aprovados 180 projectos, com um investimento próximo de uma centena de milhões de euros.

Como resultado da implementação de Sistemas de Incentivos exclusivos para PME, é de assinalar a importância dos projectos das pequenas e médias empresas, que representam 96% do total das empresas apoiadas e absorvem cerca de 70% do incentivo concedido – perto de 62,6 milhões de euros. Salienta-se que destas, a grande maioria são empresas de menor dimensão – micro e pequenas empresas.

Quanto à distribuição por sector de actividade, a Indústria é o sector com maior representação no conjunto de projectos apoiados, com mais de metade do total (440 projectos).

Mais informações:
http://www.prime.min-economia.pt