Conheça as vantagens e torne-se nosso associado »Associar-seBenefícios

No Workshop estiveram presentes cerca de 30 profissionais de diversos segmentos laboratoriais para debater o tema que teve foco nas especificidades da transição da norma em Portugal.
O Evento contou com a presença internacional de Patrícia Almendro Ruiz, Diretora da Soldí Ambiental, empresa Brasileira especializada na implantação da norma em empresas que realizam amostragem e ensaio em matrizes ambientais, tendo abordado as principais mudanças e partilhou com os participantes a sua experiência sobre o processo de transição no Brasil, que no país, é liderado pela CGCRE – Coordenação Geral de Acreditação do Inmetro.
Os temas mais discutidos foram os relacionados com a implementação da gestão de risco nos processos do laboratório e os riscos de imparcialidade, bem como os desafios para estimar a incerteza de medição na etapa de amostragem.
Segundo Patrícia Ruíz embora tenha sido um desafio no início, as mudanças foram bastante positivas para os laboratórios e certamente trarão ganho com relação à eficácia dos sistemas de gestão.
Além dos painéis sobre as principais mudanças, Ana Duarte, Diretora Técnica da RELACRE –  Associação de Laboratórios Acreditados de Portugal, falou sobre os requisitos do IPAC sobre a participação dos laboratórios em ensaios de aptidão.
O presente evento realizado pela APEMETA teve o apoio da Soldí Ambiental, AESAS – Associação Brasileira das Empresas de Consultoria e Engenharia Ambiental e da RELACRE.
 
Mais Informações: Raquel Veríssimo comunicacao.imagem@apemeta.pt Tel: 217506000/05
Publicado a 18 de outubro 2019