Conheça as vantagens e torne-se nosso associado »Associar-seBenefícios

O Primeiro Relatório de Progresso da iniciativa representa o culminar de um esforço coletivo e colaborativo, no sentido de providenciar os dados necessários para compreender o ponto de partida face às ambiciosas metas assumidas por todos os membros e desenvolver as ações, individuais e coletivas, necessárias para garantir o seu cumprimento até 2025.

Algumas das principais conclusões deste relatório, referente às embalagens de plástico colocadas no mercado pelos membros da iniciativa em 2020, são:

  • Dois terços do volume de plásticos de uso único considerados problemáticos e/ou desnecessários são as “embalagens não detetáveis em sistemas de triagem (e.g. carbon black)” e “embalagens PVC”;
  • 7 % das embalagens de plástico são reutilizáveis;
  • 52 % das embalagens de plástico são recicláveis, valor que subiria para 64% caso existissem os fluxos de triagem “polipropileno” e “tabuleiros PET”;
  • 36 % é a taxa oficial de reciclagem de embalagens de plástico em Portugal (dados 2019);
  • 11 % de incorporação de plástico reciclado, em média, nas novas embalagens;
  • 83 % dos consumidores consideram que as embalagens de plástico são as que têm maior impacte ambiental.

Pode consultar o Primeiro Relatório de Progresso aqui.

Pode ver ou rever o Evento de Apresentação aqui.

Fonte: http://www.smartwasteportugal.com/

 

Mais Informações:
Pacto Português para os Plásticos (pactoplasticos.pt)