Conheça as vantagens e torne-se nosso associado »Associar-seBenefícios

Objetivos Gerais

Pretende-se proporcionar uma visão geral e uma perspetiva atualizada dos vários tipos de Bioenergias. Visa fornecer informação relevante sobre as fontes energéticas associadas às atividades do sector primário e o enquadramento das mesmas no âmbito das energias renováveis.

Público Alvo

Quadros técnicos médios de empresas, responsáveis pelo sector da energia, consultores e todos aqueles que possuam interesse pelo tema, Nível 3 e 4.

Formador

Lília Alexandre

Doutora em Engenharia do Ambiente pelo Instituto Superior Técnico, Mestre em Ciências do Ambiente pela Universidade do Minho e Licenciada em Engenharia Biofísica pela Universidade de Évora, com curso de Formação de e- Formadores.

Docente do Ensino Superior há mais de 10 anos na área das Ciências e Engenharia do Ambiente. Formadora e Coordenadora de Cursos dos diferentes níveis de qualificação (QNQ). Investigadora Científica no ENVERG e CERENA do Instituto Superior Técnico, na área da Engenharia do Ambiente com enfoque nas tecnologias de tratamento de efluentes/águas residuais reais e recuperação de passivos ambientais.

Conteúdo Programático

  • Introdução;
  • Fundamentos da Conversão de Biomassa em Energia (Produção de energia pela via termoquímica e bioquímica; Biorrefinaria e Centrais termoeléctricas; Produção combinada de calor e eletricidade; Conversão de biomassa em biocombustíveis);
  • Culturas Energéticas (Tipos de culturas energéticas: Culturas agrícolas e culturas florestais; Produção, recolha e processamento; Impacto ambiental e socioeconómico das culturas energéticas; Análise do ciclo de vida (ACV));
  • Estudo de Casos

Duração

12h

Calendarização

outubro | novembro 2021

Horário

Pós-Laboral  – 18:30 – 21:30

Local

**Online

Preço

Associados – 192€
Não Associados – 228€

Inscrições

*A viabilidade de realização do curso nestas datas depende do número mínimo de formandos inscritos. Possibilidade de acordo de nova data.

** Nas formações online a APEMETA utiliza o modelo interno dos certificados de frequência da formação.